Julho trouxe a Primeira Edição do Festival Zona de Cinema, um evento que tem por objetivo levar filmes nacionais para a Zona Oeste da cidade gratuitamente. Criado através do financiamento da Secretaria de Estado de Cultura, o evento está circulando por Campo Grande, Bangu e Realengo promovendo além da exibição de curtas e longas-metragens, debates e oficinas. As exibições são realizadas em locais públicos nos fins de semana e serão realizadas até o dia 30 de julho.

“Estamos trazendo filmes que não circulam pela região e achamos que esse processo de ocupação da rua e troca de ideias sobre cultura, política e sociedade através dos filmes é  nosso objetivo. Selecionamos filmes que levantam pautas que consideramos importantes. Tudo começou através de um fomento da Riofilme e só foi possível graças a isso”, afirma Gisele Motta, idealizadora e produtora executiva do Zona de Cinema.

Ainda segundo ela, desde fevereiro o projeto realiza sessões nas praças, mas durante o festival estão em uma mostra competitiva de curtas e uma mostra não competitiva de longas. O evento tem uma programação extensa e, ela destaca, só é possível graças à colaboração de inúmeros parceiros.

“A cultura na periferia se dá através dessa reciprocidade entre os grupos que estão fazendo atividades muitas vezes com nenhum ou pouco retorno financeiro. Dá muito trabalho fazer esse tipo de produção e é importante ressaltar que cada dia do festival tem sua especificidade e foi construído junto a uma parceria. São partes da nossa produção o espaço cultural Viaduto de Realengo, o Ponto de Cultura Caixa de Surpresa, a Grito Filmes, a Escambo Cultural, a Viva Beau, a Fazenda Viegas etc.”, completa.

Cada lugar tem uma dinâmica, e em alguns dias os visitantes poderão conferir brechó, show e slam de poesia [encontros/competição de poesia falada]. Os lugares foram escolhidos ao longo de um processo de reconhecimento de território onde as parcerias foram firmadas, afirma Gisele.

“Temos um público espontâneo por estarmos em lugares públicos, nas praças. Nosso objetivo é bem esse, dialogar com pessoas que não estão inseridas no mundo do cinema. Também está sendo bastante interessante criar encontros com os realizadores de cinema e de audiovisual da Zona Oeste”, declara.

Para saber onde e quando serão as próximas sessões, basta conferir a programação completa no site: https://www.zonadecinema.art.br/. Para mais informações, acesse também a página do festival: https://www.facebook.com/zonadecinema.art.